Isaac, o filho oferecido em sacrifício

Autor: Nilson Silva – PJ


Sara, esposa de Abraão, deu à luz Isaac quando já estava idosa. Ora, alguns anos antes, Abraão tivera um filho com Agar, sua serva, como era costume naquele tempo quando a esposa legítima era estéril. Quando Isaac foi desmamado, Sara disse a Abraão que expulsasse Agar e o filho Ismael, alegando que os dois não seriam herdeiros da promessa juntamente com Isaac. Abraão, muito contrariado, expulsou Agar e Ismael. Mas Deus o consolou, dizendo: “Não te preocupes com o menino e com a tua escrava. Faze tudo o que Sara te pedir, pois é de Isaac que nascerá a posteridade que terá o teu nome. Mas do filho da escrava também farei um grande povo, por ser de tua raça.” Assim, Ismael se tornou o pai dos povos árabes, pois Deus cuidou dele em toda a sua vida.

Por essa época, Deus apareceu a Abraão dizendo-lhe: “Toma teu filho, teu único filho a quem tanto amas, Isaac; e vai à terra de Moriá, onde tu o oferecerás em holocausto sobre um dos montes que eu te indicar.” Abraão obedeceu à palavra do Senhor e assim fez.

No lugar indicado, onde hoje encontram-se as ruínas do templo de Jerusalém, construiu um altar, tomou Isaac e o pôs em cima para sacrificá-lo. Erguendo a mão para realizar o sacrifício, do céu o anjo do Senhor gritou-lhe: “Não estendas a tua mão contra o menino, e não lhe faças nada. Agora eu sei que temes a Deus, pois não me recusaste teu próprio filho, teu filho único.”
Abraão obedeceu e, olhando para o lado, viu um cordeiro preso nos arbustos, o qual ele tomou e ofereceu em sacrifício a Deus. Pela segunda vez, Deus falou a Abraão: “Juro por mim mesmo, diz o Senhor: pois que fizeste isto, e não me recusaste teu filho, teu filho único, eu te abençoarei. Multiplicarei a tua posteridade como as estrelas do céu, e como a areia na praia do mar. Ela possuirá a porta dos teus inimigos, e todas as nações da terra desejarão ser benditas como ela, porque obedeceste à minha voz.”

Por amor a Deus, Abraão não Lhe recusou nem mesmo a vida de seu filho. Mas Deus a poupou e Abraão sacrificou, no lugar, um cordeiro. Muitos séculos depois um fato parecido, mas muito mais importante, vai acontecer: é quando o próprio Filho de Deus, Jesus, se dá em sacrifício por amor à humanidade. Isaac, assim, prefigura o Cordeiro de Deus.

Abraão voltou para casa e Isaac cresceu e se tornou homem feitosendo abençoado por Abraão. Mais tarde, Isaac casou-se com Rebeca. Com a graça de Deus, Rebeca concebeu e deu à luz os irmãos gêmeos Esaú e Jacó. No próximo mês conheceremos a história dos dois. Até lá, saiba mais sobre Issac no livro do Gênesis, a partir do capítulo 21.

Veja os outros artigos da série História da Salvação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alteração )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alteração )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alteração )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alteração )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: